Rechercher

Newsletter Abril/20

Mis à jour : mars 29

... o Padma Yoga Shala🌿 continua ENCERRADO, mas o Yoga pode e deve continuar, também além do tapete...


Aulas e conversas online:

Filosofia do Yoga, Yama/Niyama ao quotidiano, Meditação, Respiração Consciente, Relaxamento guiado, etc...


Esta é a Newsletter OFICIAL do mês de Abril. Existem algumas diferenças, relativamente ao e-mail de grupo que foi enviado aos alunos do Padma Yoga Shala🌿 no dia 26/03/2020 e encontram nela os horários das aulas online (não de āsana…) do mês de Abril. Espero que encontrem tempo e paciência para a ler “novamente”. 🙏🌿💚


Queridos alunos e amigos 🌿,


Neste momento, face à mudança e à incerteza que todos vivemos, muitas são as pessoas que têm dificuldade em projectar-se no futuro (pergunto-me mesmo se haverá alguém capaz de o fazer…). Os questionamentos são muitos, tanto a nível pessoal, como a nível colectivo, e resta esperar que todas as dificuldades atravessadas (e por atravessar), permitam alargar as consciências e iniciar transformações profundas que sejam benéficas para todos os seres, para o planeta em que vivemos, para a Natureza da qual fazemos parte, para a Consciência que somos.


Alguns de vós, já me ouviram falar da história da lagosta… Como a maioria das histórias (ensinamentos) que transmito, a história da lagosta não é da minha autoria (como também não o são, os ensinamentos sobre Yoga, que chegaram até mim pelos meus professores ou pelos livros que li, mesmo se entretanto se impregnaram da minha experiência e da minha vivência)… Para quem nunca ouviu a história da lagosta, podem encontrá-la aqui, contada pelo Rabino Dr. Abraham Twerski.



Se vos falo da história da lagosta, é porque acredito sinceramente que ela se aplica bem aos tempos que vivemos (e é uma história curta, contrariamente aos meus textos 😜). Não vejam nela, por favor, uma recomendação para não recorrerem a ajuda médica em caso de sofrimento físico, psíquico ou emocional, é essencialmente uma mensagem de esperança e não quero que seja mal interpretada! Gostaria apenas que observassem que, face às adversidades, é-nos oferecida a possibilidade de “crescer”, “evoluir”, “despertar”. Se se sentirem com coragem para aceitar o desafio, não deixem de o aceitar!

E em Abril, como vai ser?…


Face aos eventos actuais, ao isolamento social, à sobrecarga horária de quem está a trabalhar em casa (alguns a ocupar-se ao mesmo tempo dos filhos), à precariedade já instalada ou anunciada, para quem está em vias de perder o emprego ou a sua fonte de rendimentos, ao medo do vírus ou ao medo da morte (a sua ou dos seus próximos), as reacções de cada um podem ser as mais diversas e, na verdade, isso é perfeitamente normal.


Como nos ensina a tradição do Yoga, até atingirmos a Liberdade que é o seu objectivo final (mokṣa), até atingirmos a Realização do Conhecimento, até se revelar a nossa verdadeira essência (“Quem sou eu?”), estamos todos enredados nas malhas do nosso eu “limitado”, do nosso ego e, por essa razão, “somos” todos diferentes…


Alguns, face à adversidade e mesmo que seja doloroso, pelas experiências passadas ou por características inatas,  depois de um período de reflexão e auto-questionamento, têm tendência a procurar mais e melhores “ferramentas” para lidar com os novos problemas que se vão apresentando (para os mais atentos, já perceberam que estou a tratar-vos de lagostas!!😂). Outros, face às dificuldades, terão mais dificuldade em voltar-se para dentro, em desenvolver um questionamento pessoal, em procurar novas “ferramentas” e vão, por isso e de certa forma, procurar “responsáveis externos” e/ou esperar que as soluções cheguem do exterior…


Como acredito sinceramente que, cada um de nós, está a fazer o melhor que pode, com as ferramentas que tem neste momento (e, na verdade, não há nada mais louvável que isso!), penso que não devemos emitir julgamentos em relação a uma ou outra forma de agir. É importante cultivar o silêncio interior, a consciência do momento presente, escutar a “voz do coração”, desenvolver a nossa capacidade de discernimento (viveka), como já referi nas Reflexões Esporádicas do mês passado.


Aplica-se aqui algo que ouvi uma vez numa web-conferência do Dr. Luc Bodin :

“Não é porque somos muitos a pensar a mesma coisa, que os outros que vêem as coisas de forma diferente, estão enganados.”.


Ou vice-versa.



Creio que já todos percebemos que a situação de isolamento está para durar, apesar de não sabermos quanto tempo, nem em que formato retomaremos a vida depois. Face a esse “não saber”, decidi que vou, durante o mês de Abril, continuar a partilhar os ensinamentos do Yoga da forma que me é possível e compatível com o que me vem do coração.


Escultura de Stéphane Bourbeau

Isso significa que, em Abril, mantenho a decisão de não dar aulas de āsana online. Continuo a reforçar que acredito que cada um dos alunos que mantinha uma prática regular e frequentava assiduamente as aulas presenciais do Padma Yoga Shala🌿 no momento em que entrámos em isolamento social, poderá encontrar dentro de si, a vontade e a força para manter uma prática pessoal em casa, com ou sem a ajuda dos áudios que têm na vossa posse (para quem memorizou as sequências). Não digo que é fácil, mas sim que é possível!


Para quem não frequentava as aulas do Padma Yoga Shala🌿, ou para os “meus” alunos que discordam da minha opinião, continuam a existir online imensas opções, seja através do YouTube (e não, isto não invalida que continuo a dizer que o YouTube é o pior professor de Yoga do mundo, mas já se sabe, dá efectivamente para desenrascar! 😂), seja aderindo às aulas de āsana online que estão a ser propostas por milhares de professores de Yoga, no mundo inteiro. Volto a referir que não o faço porque não é compatível com o que me vem do coração e, nos dias que correm, manter-se alinhado com a nossa “voz interior”, parece-me mais imprescindível que nunca!



Mas, como o Yoga não é apenas āsana,

em Abril…


O Padma Yoga Shala🌿 vai funcionar online (através da plataforma Zoom) com diferentes opções, todas elas dentro da tradição do Yoga e de forma a partilhar a “globalidade” dos seus ensinamentos, como sempre fui fazendo, mesmo presencialmente. Todas as aulas e actividades serão gratuitas e abertas a todos os alunos do Padma Yoga Shala🌿, que estavam já inscritos durante o mês de Março(sim, mesmo os que não tinham a mensalidade em dia, desde que assim o desejem!).

Mantendo as actividades gratuitas, espero poder dar a mesma oportunidade a todos os alunos que, já tendo manifestado interesse em aprender Yoga comigo e estando inscritos no Padma Yoga Shala🌿, para continuar a aprofundar os ensinamentos do Yoga, se assim o desejarem, independentemente de poderem ou não continuar a pagar a mensalidade. Não é āsana, mas é Yoga! Mas, se não estiverem interessados, também está tudo bem!

Se não são alunos do Padma Yoga Shala🌿, mas estão interessados em participar, saibam que essa possibilidade existe, mediante sistema de troca ou doação (monetária ou outra) e dependendo das vossas possibilidades, já que mesmo em alturas de crise (e fora delas também), parece-me importante cultivar a capacidade do ser humano para “dar e receber”, em vez de nos posicionarmos só de ou lado ou só do outro. Não partam do princípio que não têm nada para dar, ou que o que poderiam dar não interessa aos outros! Todos temos algo para partilhar com os outros, e só podemos saber verdadeiramente se o que temos para partilhar, interessa ou não aos outros, depois de lhes perguntarmos directamente! Por isso, se a vossa intenção for sincera, não deixem de entrar em contacto comigo por email!


Estas aulas serão “ao vivo” e não serão gravadas. De certa forma, é uma maneira de continuarmos a reunirmo-nos, a estar juntos, uma ou várias vezes por semana, segundo as disponibilidades de cada um de vós. Vamos iniciar estas aulas online com a versão gratuita do Zoom, que só recebe até 40 pessoas, por períodos de 40 minutos. Se com o tempo houver muita adesão e for necessário fazer alterações, assim o faremos! Encontram abaixo o HORÁRIO em vigor a partir de quarta-feira, 1 de ABRIL (também estará online). Poderão obter o link para terem acesso às aulas, entrando em contacto comigo por email.




No final de Abril, teremos mais informações sobre o que já passou e, esperemos, teremos mais informações sobre o que ainda estará para vir, teremos conhecimento das medidas tomadas pelo Governo para o mês de Maio e, nesse momento, poderemos perceber melhor qual será a melhor atitude a tomar face à pandemia, face à eventual crise económica e social. Não sabemos se tudo voltará a ser como antes, não sabemos se teremos que nos manter isolados, não sabemos se voltarão a ser autorizadas novamente as actividades de grupo, como as que desenvolvemos no Shala… Para já, parece-me importante manter a nossa consciência, tanto quanto possível, no “aqui e agora”.


Caso seja possível voltar a abrir o Shala ainda durante o mês de Abril (o que me parece difícil, infelizmente), voltaremos à nossa rotina e as aulas retomam normalmente e de forma gratuita, para os alunos do Padma Yoga Shala🌿, até ao final do mês.



Sem desvalorizar, de todo, a dor e o sofrimento provocado por tudo o que está a acontecer à nossa volta, de um ponto de vista pessoal e individual, o momento actual pode ser visto como um dos melhores exercícios de Yoga, que nos poderia “acontecer”.


É, sem dúvida alguma, um momento histórico em que estamos face à possibilidade de mudar certos paradigmas! Milhares de milhões de pessoas , pelo mundo inteiro, vão ver as suas vidas completamente transformadas (não só pelo próprio vírus, mas pelas consequências que virão a seguir e resultantes da gestão da pandemia).  Cada um de nós pode vir a ser uma dessas pessoas. Assim, parece-me indispensável sentar, acalmar, silenciar a mente, abrir o coração e DECIDIR se queremos “ser lagostas” 😉🙏.


📷 do meu grande amigo (e grande fotógrafo!) António Pinto (@antonio_pinto)

Para citar novamente Luc Bodin :


“Vários estudos feitos, mostram que, para mudar os paradigmas de uma sociedade, não é necessário que uma maioria de pessoas dessa mesma sociedade, mude! Basta que haja um pequeno grupo, que seja suficientemente activo na mudança de paradigmas, desde que esses paradigmas sejam válidos!”.

E, como dizia Swami Dayananda,

“O problema é você, a solução é você!”.

Para quem queira ler mais sobre esta afirmação, em português (e muitos, muitos outros artigos sobre Yoga, de grande valor, escritos por Pedro Kupfer e outros professores de Yoga, de igual renome) :

https://www.yoga.pro.br/o-problema-e-voce-a-solucao-e-voce-parte-i/


https://www.yoga.pro.br/o-problema-e-voce-a-solucao-e-voce-parte-ii/


https://www.yoga.pro.br/o-problema-e-voce-a-solucao-e-voce-parte-iii/



Obrigada a todos os que chegaram até aqui e a todos os que têm vontade de me ler (mesmo que não tenham conseguido ler tudo de uma vez)! Obrigada a todos os que, mesmo não concordando comigo, vão mantendo o 💚 aberto e tentam compreender (sem julgamentos) o porquê das minhas acções! Obrigada a todos aqueles que se esforçam para manter a prática de Yoga em casa (acreditem que o mundo inteiro beneficia dessa energia...)! Espero que se mantenham todos saudáveis, seguros e, acima de tudo, estudiosos e praticantes de Yoga, dentro e fora do tapete!



Agradeço a todos os que, na linha da frente, dão o seu melhor para proteger e salvar vidas, seja do ponto de vista pessoal, médico, social, económico e mesmo espiritual! Gosto muito de vocês e estou muito grata por, num momento ou noutro, me terem escolhido como professora, por terem confiado em mim, por se terem dedicado ao Yoga!


ॐ लोकाः समस्ताः सुखिनो भवन्तु⎜ ॐ शान्तिःशान्तिःशान्तिः⎜⎟ Oṃ

Oṁ lokā samastā sukhino bhavantu

Oṁ śāntiḥ śāntiḥ śāntiḥ

Hariḥ Oṁ Oṃ

Que todos os seres, em todos os lugares, sejam felizes.

Que haja Paz, Paz, Paz.



Sem mais palavras, bons questionamentos, boas práticas! E, até já, online...


Namaste,

🙏💚🌿 Rita



Padma Final 01.jpg

Padma Yoga Shala

Largo de São João, nº18, 2º andar

9500-106 Ponta Delgada

padmayogashala@gmail.com