Rechercher

Newsletter de Agosto/2018


Queridos alunos e amigos,

As razões que foram trazendo cada um de nós ao Yoga são múltiplas e diversas. Todas elas são igualmente válidas, desde a dor de costas, às dificuldades em dormir, à vontade de ser mais forte ou flexível, à tentativa de perder algum peso ou simplesmente ter um pouco mais de tempo só para si… No entanto, se repararmos bem além das aparentes diferenças nestes pontos de partida para chegarmos ao Yoga, podemos encontrar um denominador comum : algo não está bem, algo está a causar-nos sofrimento ou desconforto, algo precisa de mudar! 

Ao longo destes últimos treze anos enquanto estudante/praticante e dos nove em que dei aulas, cada uma das pessoas com que me fui cruzando nesta via, tinha chegado ao Yoga porque estava insatisfeita com a sua condição actual (os níveis de insatisfação e as áreas da vida em que a mesma se manifestava, isso sim, difere de pessoa para pessoa). 

De uma maneira geral, poderíamos pensar que a miséria existencial e o sofrimento (duḥkha) dependem exclusivamente de condições materiais, económicas ou sociais difíceis, no entanto, não é difícil constatar que esse sofrimento subsiste mesmo nos meios mais privilegiados e abastados. Podemos observar que, mesmo quando todas as necessidades e as perturbações físicas, mentais, morais e financeiras foram eliminadas, na maioria das vezes, subsiste no ser humano uma espécie de inquietação e agitação interior, uma instabilidade e uma insatisfação independente dos sucessos exteriores. Por vezes, as causas do nosso desconforto, dor ou sofrimento são evidentes para nós. Outras vezes, estão de tal maneira enraizadas e escondidas em nós, que dificilmente as identificamos! No entanto, é apenas tomando consciência dos obstáculos que nos colocamos em condição de os ultrapassar…



Yoga Sūtra II, 16

हेयं दुःखमनागतम्॥१६॥

heyaṃ duḥkham anāgatam16

« O sofrimento que ainda não surgiu, pode e deve ser evitado. ».


Apesar de ninguém ser permanentemente feliz, nem conseguir sentir-se bem o tempo todo, de uma forma ou de outra, todos procuramos bem-estar, qualidade de vida, a FELICIDADE…


Yoga Sūtra I.20

श्रद्धावीर्यस्मृतिसमाधिप्रज्ञापूर्वक इतरेषाम्॥२०॥

śraddhā-vīrya-smr̥ti samādhi-prajñā-pūrvaka itareṣām20

« No caso dos outros [para quem o estado de Yoga não é inato], as qualidades essenciais para o Samādhi são quatro : a fé, a energia (força heróica), a memória e a alta inteligência. ».



Inicialmente através da prática de āsana e de prāṇāyāma, mais tarde através dos outros membros do Yoga, vamos desenvolvendo uma maior consciência do nosso corpo, da nossa respiração, do nosso mental. Vamos percebendo que cada prática é uma prática, que cada dia é um dia, que é importante aceitar aquilo que é. Lentamente vamos desenvolvendo força, flexibilidade, resistência, paciência, disciplina.  Primeiro no corpo, depois na mente… Primeiro no tapete, depois na vida… É a partir daí que o Yoga pode começar a operar as mudanças que procuramos desde o início, é a partir daí que podemos encontrar a tão desejada transformação, o bem-estar, a paz interior e, quem sabe, a Felicidade!

É fácil? Não, não é… 

É imediato? Não, também não… 

É por vezes bastante desafiante e mesmo assustador? Sim, claro que sim e não apenas quando falamos de ṣīrśāsana, a postura invertida sobre a cabeça!!!

Existem obstáculos pelo caminho? Pois claro, como é óbvio!

E é por isso que, independentemente de tudo o que nos possam dizer sobre o Yoga, é apenas dentro de nós mesmos que vamos poder encontrar a resposta à questão seguinte :


VALE A PENA O ESFORÇO?


📸 Fotografia de Pedro Taborda para o Hotel Caloura


O Padma Yoga Shala🌿 estará ENCERRADO de 29 de AGOSTO a 16 de SETEMBRO


HORÁRIOS de AGOSTO...


EM AGOSTO,

O Shala encerra às sextas-feiras! Todos os outros horários se mantêm em funcionamento normal, excepto a aula de Ashtanga Yoga da sexta-feira da manhã, que passa para a quinta-feira, em Mysore Style, das 6h30 às 8h30. Todas as aulas de Ashtanga Yoga serão Mysore Style! As aulas das terças e quintas-feiras das 12h45 mantêm-se se tiverem um mínimo de três alunos a frequentar especificamente este horário.


Em SETEMBRO, as aulas retomam na segunda-feira, 17/09.



LUAS DE AGOSTO


LUA NOVA - Sábado, 11/08

LUA CHEIA - Domingo, 26/08


Como sabem, segundo a tradição deixada por Shri K. Pattabhi Jois, não se pratica Ashtanga Yoga nos dias de Lua Cheia e Lua Nova. Não há aulas de Ashtanga Yoga no Padma Yoga Shala nestes dois dias, mas como em Agosto as Luas surgem nos fins de semana, não haverão quaisquer alterações nos horários.


WORKSHOP INTENSIVO DE ASHTANGA YOGA

com

VERA SIMÕES



3 a 7 de Outubro


Relembro que já estão a decorrer as inscrições para o Workshop Intensivo de Ashtanga Yoga, com a Vera Simões. Com a Vera, professora autorizada Nível II pelo Shri K. Pattabhi Jois Ashtanga Yoga Institute, co­-fundadora e professora do Ashtanga Cascais Yoga Shala desde 2007, vão ter a possibilidade de aprofundar a vossa prática de Ashtanga Yoga durante cinco dias seguidos, aproveitando o fim de semana prolongado graças ao feriado que comemora a implantação da República, a 5 de Outubro.

Mais informações e inscrições : padmayogashala@gmail.com .


A Vera começou a praticar Yoga aos 16 anos, em 1999 iniciou as primeiras aulas, Workshops e Curso de Instrutores de Yoga. Mas só a partir de  2003 é que aprendeu Ashtanga Yoga segundo as direcções do professor Tarik Van Prehn. Em 2007 iniciou as suas viagens a Mysore, no Sul da India, para estudar Ashtanga Yoga no reconhecido Shri K. Pattabhi Jois Ashtanga Yoga Institute (KPJAYI). Em 2010 recebeu das mãos do seu professor, Sharath Jois, a honra de ser professora Autorizada com a sigla do KPJAYI. E em 2016, voltou a ter a alegria de receber o Nível II da Autorização para o ensino do Ashtanga Yoga segundo os moldes do KPJAYI. As suas aulas reflectem a influência dos seus professores, procurando manter a tradição de Mysore e da família Jois.

Se quiserem saber mais sobre a Vera Simões e a sua experiência no Yoga, podem consultar o seu site internet em www.ashtangacascais.com ou deixem-se inspirar pelo seu primeiro livro, lançado há cerca de um mês, “Parar. Sentir. Respirar.”. O livro está disponível em todas as livrarias da ilha de São Miguel e diversos outros pontos de venda de livros!



E pronto, por este mês será tudo! A todos os alunos do Padma Yoga Shala🌿, agradeço o vosso interesse e dedicação, assim como a vossa compreensão relativa à necessidade de organização do espaço e dos horários, durante este mês de Agosto e ao longo de todo o ano. Agradeço igualmente a vossa compreensão em relação à minha ausência durante a primeira quinzena de Setembro. 


Desejo a todos os que se vão ausentar em Agosto, umas excelentes férias! Relembro que o Yoga não tira férias e que, mesmo quando damos descanso ao nosso tapete, é importante mantermos no coração os efeitos e benefícios que a prática nos permitiu ir descobrindo ao longo do ano! 


Espero rever-vos em breve, com energias renovadas pelo descanso, sol e mar! Espero, acima de tudo, que possam regressar ao Padma Yoga Shala🌿 com a energia heróica e auto-compaixão necessárias para poderem continuar a avançar pela via “nem sempre fácil” do Yoga!

Os meus mais sinceros agradecimentos a todos por tornarem possível a existência do Padma Yoga Shala🌿, com a vossa presença e o vosso carinho! Espero que continuem a sentir-se em casa e que, independentemente das “tempestades” exteriores ou interiores que o Yogainevitavelmente desencadeia em nós, possam continuar a regressar ao Padma Yoga Shala🌿, como quem regressa a um “porto seguro”, para aprofundar o conhecimento de vós mesmos em confiança e segurança!!


Boas práticas, namaste…

Rita 🙏🌿💚

Padma Final 01.jpg

Padma Yoga Shala

Largo de São João, nº18, 2º andar

9500-106 Ponta Delgada

padmayogashala@gmail.com